17 de mar de 2011

A escolha do estágio: visão de carreira

Por Maria Clara Paes

Quando o estudante é convidado para participar de um processo seletivo, é importante ele se atentar a alguns pontos no momento de definir se tem ou não interesse pela vaga.
Acessar o site da empresa para conhecer seu segmento de atuação, sua política, visão e valores auxilia nessa decisão. Pode parecer improvável, mas é comum estudantes comparecerem a entrevistas sem ao menos saber o nome da organização. E o pior: não porque não foi informado, mas sim por falta de atenção às informações passadas.
Outro ponto importante é saber quais serão as atividades, onde será o estágio, o valor da bolsa-auxílio, além dos benefícios oferecidos. Com esses dados em mãos, deve-se analisar se elas são ou não compatíveis com suas necessidades. Assim, os candidatos só participam de processos seletivos de seu interesse, evitando perda de tempo e dinheiro.
Aliado a essas práticas, é preciso conhecer-se profissionalmente, mesmo em início de carreira, pois dessa forma, o estudante descobre com quais áreas possui mais afinidade. Por exemplo: o setor administrativo é amplo, com ramificações em Contabilidade, Marketing, Recursos Humanos, entre outras. Caso o perfil do candidato seja incompatível com o requerido pela vaga, ele dificilmente será selecionado, gerando uma frustração desnecessária.
Após o jovem conseguir uma oportunidade, o processo de auto-avaliação continua. Afinal, o estágio é o momento de colocar em prática o conhecimento adquirido na faculdade. Se houver identificação com as tarefas, o próximo passo é procurar o seu desenvolvimento. Para isso, além de conhecimentos técnicos como informática, outros idiomas ou cursos específicos, é necessário também se adequar às normas da empresa e se dedicar.
Com essas dicas, construa uma carreira de sucesso. Boa sorte!

Maria Clara Paes atua na área de seleção desde 2006, coordenando programas de estágios de multinacionais. Foi executiva de empresas responsável pela negociação de programas voltados para inclusão do jovem no mercado de trabalho. Desde 2009, é responsável pela seleção de estudantes por meio de dinâmicas de grupo, testes e entrevistas. Também foi uma das desenvolvedoras das oficinas de orientação de carreira da Feira do Guia do Estudante, em parceria com a Editora Abril.
FONTE: www.ecaderno.com – Acesso em 16/03/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário